Image default
Home » Acusado de executar prefeito de Buriti Bravo é condenado a 20 anos de prisão
Maranhão

Acusado de executar prefeito de Buriti Bravo é condenado a 20 anos de prisão

Segundo o Ministério Público, Wyltamar Costa da Silva atuou com outras duas pessoas na morte do prefeito João Henrique Borges Leocárdio, em março de 2005.

A Justiça condenou a 20 anos, 10 meses e 15 dias de prisão, em regime fechado, Wyltamar Costa da Silva. Ele é acusado pelo Ministério Público de ter executado o ex-prefeito da cidade de Buriti Bravo, João Henrique Leocárdio, em 10 de março de 2005.

Segundo a Justiça, o crime foi premeditado e motivado por um acerto de contas. O corpo foi encontrado ao lado do carro de João Henrique, em uma estrada do município. Próximo ao corpo havia um revólver calibre 38 com quatro cápsulas intactas e uma deflagrada.

Após o crime, o Ministério Público do Maranhão denunciou o ex-prefeito de Buriti Bravo, Wellington de Jesus Fonseca Coelho, Antônio Marcos Alves da Costa e Wytamar Costa da Silva. Em 2017, o processo seguiu apenas em relação a Wytamar Costa, após a morte dos outros dois denunciados.

Na sentença desta segunda (18), o juiz José Ribamar Goulart Heluy Júnior aumentou a pena por alto grau de reprovação da conduta, envolvendo a premeditação do crime e acertos entre os envolvidos. O magistrado também destacou o cumprimento imediato da pena e negou a Wytamar o direito de recorrer em liberdade.

Fonte: G1 Maranhão

Related posts

15 municípios do MA iniciam nova etapa de recadastramento biométrico

Marconi FM

Prefeito Vagtonio Brandão autoriza manutenção na estrada do povoado Centro dos Machados

Marconi FM

Ministro do Meio Ambiente visita o Maranhão e critica lixões em municípios

Marconi FM

Leave a Comment

Este site utiliza cookies para aprimorar a sua experiência. Clicando em ok você concorda e pode sair a qualquer momento. Aceitar Veja mais

Política de cookies